Suspeitos de traficos de drogas sao presos em dois bairros de Barreiras


O flagrante do bairro Vila Dulce aconteceu na Rua Jutahy Junior. Depois de prenderem um usuário de drogas com uma trouxa pequena de presumida maconha, os policiais o conduziram em diligência e conseguiram chegar ao endereço da suposta traficante, uma mulher de 34 anos.
Na residência dela, os militares declaram que encontraram três porções da substância proibida, mine-balança de precisão, aparelho celular e importância de R$ 71, 00 em cédulas de diferentes valores.
O outro flagrante ocorreu na Rua Safira, bairro Barreirinhas, por volta das 18h 40, também nessa segunda-feira, após a Polícia Militar receber diversas denúncias de populares, sobre existência de um ponto de venda de entorpecentes nas imediações da APAE. Os policiais realizaram monitoramento na residência indicada e revistaram cinco rapazes que saíram do local, os quais foram flagrados com pequenas porções de substância análoga a maconha e revelaram a origem da compra. Quatro deles tentaram evadir se do local, porém foram alcançados pela guarnição – entre os mesmos, estava o proprietário da casa suspeita, que segundo a polícia assumiu ser comerciante de drogas e que havia vendido entorpecente para três deles. Outro admitiu ser também responsável pelo entorpecente e afirmou que possuía mais em sua residência, localizada no povoado Mucambo.
Diante ao fato relatado, a guarnição se deslocou até o local, onde o autor entregou aos policiais, 339 gramas de provável maconha e uma balança de precisão, que mantinha em seu quarto. Os cinco suspeitos foram conduzidos ao complexo policial do bairro Aratu, onde o delegado plantonista autuou dois deles em flagrante delito, com base na Lei nacional de combate ao tráfico de drogas
O flagrante do bairro Vila Dulce aconteceu na Rua Jutahy Junior, por volta das 20h 00 dessa segunda-feira (06). Depois de prenderem um usuário de drogas com uma trouxa pequena de presumida maconha, os policiais o conduziram em diligência e conseguiram chegar ao endereço da suposta traficante, uma mulher de 34 anos.
Na residência dela, os militares declaram que encontraram três porções da substância proibida, mine-balança de precisão, aparelho celular e importância de R$ 71, 00 em cédulas de diferentes valores.
O outro flagrante ocorreu na Rua Safira, bairro Barreirinhas, por volta das 18h 40, também nessa segunda-feira, após a Polícia Militar receber diversas denúncias de populares, sobre existência de um ponto de venda de entorpecentes nas imediações da APAE. Os policiais realizaram monitoramento na residência indicada e revistaram cinco rapazes que saíram do local, os quais foram flagrados com pequenas porções de substância análoga a maconha e revelaram a origem da compra. Quatro deles tentaram evadir se do local, porém foram alcançados pela guarnição – entre os mesmos, estava o proprietário da casa suspeita, que segundo a polícia assumiu ser comerciante de drogas e que havia vendido entorpecente para três deles. Outro admitiu ser também responsável pelo entorpecente e afirmou que possuía mais em sua residência, localizada no povoado Mucambo.
Diante ao fato relatado, a guarnição se deslocou até o local, onde o autor entregou aos policiais, 339 gramas de provável maconha e uma balança de precisão, que mantinha em seu quarto. Os cinco suspeitos foram conduzidos ao complexo policial do bairro Aratu, onde o delegado plantonista autuou dois deles em flagrante delito, com base na Lei nacional de combate ao tráfico de drogas
fonte -salomao correia
blog-paulodesouza.digital

Nenhum comentário

Deixe aqui seu comentário.

Observação: Você é responsável pelo seu comentário.


Compartilhe o Blog: Paulodesouza.digital