PARCEIROS


Polícia rodoviária Federal resgata animais em situação de maus tratos em Barreiras

 animais que foram embarcados em Brasília (DF) seriam levados para Parnaíba (PI), portanto, uma distância de 2.100 quilômetros e quase 40 horas de viagem; alguns animais apresentavam cansaço e aparente desidratação.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia, resgatou na noite desta sexta-feira (23), um total de 14 cães das raças shih-tzu, chow-chow, dachshund, maltês e pastor transportados em condições precárias no interior de um ônibus de transporte de passageiros. O flagrante aconteceu no Km 800 da BR-242, em Barreiras (BA).

,Os policiais faziam fiscalização na rodovia, quando decidiram abordar um ônibus interestadual que seguia de Brasília (DF) com destino a cidade de Parnaíba (PI).

Inicialmente, foram solicitados os documentos de porte obrigatório do motorista e documentação pessoal dos ocupantes, para consulta nos sistemas informatizados da PRF.

Em seguida, os agentes realizaram os procedimentos de fiscalização detalhada e após uma revista no bagageiro do ônibus, sentiram forte odor característico a urina e fezes e encontraram quatro caixas plásticas que continham 10 cães amontoados em situação flagrante de maus-tratos. Mais 04 animais foram resgatados na cabine do motorista.

O confinamento aglomerado, dificultando a respiração, mobilidade e descanso dos cães, além da higienização precária, da temperatura elevada, da falta de iluminação para os cãezinhos transportados no porta-malas, da ausência de materiais que suavizassem o impacto das caixas plásticas com a pele dos animais e da falta de alimentação adequada aos filhotes foram algumas das situações identificadas pelos agentes federais.

Os caninos foram embarcados em Brasília (DF) e seriam levados para Parnaíba (PI), portanto, uma distância de 2.100 quilômetros e quase 40 horas de viagem. Alguns animais apresentavam cansaço e aparente desidratação. A pelagem dos filhotes estavam ‘cobertos’ com fezes e urina.

Não foram apresentados qualquer documentação legal dos animais, como nota fiscal, guia de transporte e comprovação de vacinação.

O motorista de 41 anos relatou que os caninos têm menos de 45 dias de vida e seriam entregues em Parnaíba e Água Branca, no Piauí.

A situação degradante em que se encontravam os animais se enquadrou no crime de maus tratos de animal doméstico, previsto na Lei Ambiental, que prevê pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e proibição de guarda. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Barreiras.

Os filhotes foram entregues aos cuidados provisório de uma entidade que resgata e acolhe animais em situação de maus-tratos e abandono.

LEI MAIS DURA

O presidente Jair Bolsonaro sancionou no dia 29 de setembro a lei que estabelece pena de dois a cinco anos de reclusão para quem praticar atos de abuso, maus-tratos ou violência contra cães e gatos.

A normativa também prevê multa e proibição da guarda para quem praticar os atos contra esses animais.

A alteração foi feita na Lei de Crimes Ambientais. A legislação previa pena menor, de três meses a um ano de detenção, para quem pratica os atos contra animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

Reveja matérias anteriores de situação de maus tratos a animais domésticos registrados pela PRF Bahia em 2020

1 – 66 filhotes de cachorro da raça shih tzu são encontrados pela PRF na Bahia aglomerados em carro – CLIQUE AQUI

2 – Caso Shih Tzu: PRF na Bahia cumpre decisão judicial e transfere filhotes de caninos aos cuidados de ONG – CLIQUE AQUI

Fonte  PRF 

Blog do Paulo de Souza. 

 
 
 

Nenhum comentário

Deixe aqui seu comentário.

Observação: Você é responsável pelo seu comentário.


Compartilhe o Blog: Paulodesouza.digital