Vereadora Carmelia da Mata participa da abertura da 8ª Conferência Municipal de Saúde






Discutir a qualidade da saúde, o acesso, atendimento e investimentos, sempre foram essenciais para melhoria dos serviços à população. 

Pensando nestes aspectos e convicta de seu posicionamento social, a vereadora Carmélia da Mata participou nesta noite de segunda-feira, 25, no Plenário da Câmara de Vereadores da abertura da  8ª Conferência Municipal de Saúde.


Este ano o tema discute a "Garantia do SUS e do Controle Social: desafio e perspectivas em tempos de pandemia", trazendo a tona as dificuldades e diferença entre os municípios no atendimento às pessoas com Covid. 

A vereadora Carmélia faz uma reflexão sobre a postura da gestão na condução da conferência.


" É muito importante esse debate, porque só nossos servidores sabem o que enfrentaram nessa pandemia com falta de estrutura, medicação, testes e outras dificuldades. 

Então, é inadmissível que o interlocutor do executivo,  palestrante e vice-prefeito, queira fazer da conferência um palanque para campanha eleitoral, quando de forma explícita ataca o governo do estado, tentando responsabilizar o governador pelas dificuldades enfrentadas no pico da pandemia. 

Foi tentativa frustrada de justificar a ineficiência da gestão municipal, falando de demanda comprimida, mas é necessário levar em consideração que a atual administração está a quase 5 anos e estamos enfrentando a pandemia a aproximadamente há um ano e meio, não justifica o abandono dos postos e hospital. Me solidarizo com cada cidadão barreirense que vem enfrentando grandes dificuldades no acesso a exames de baixa complexidade, consultas, medicação, e afirmo que existem recursos suficientes para garantir o pleno funcionamento da saúde em nosso município,", ressalta a vereadora.


A vereadora Carmélia ainda reforça seu reconhecimento aos trabalhadores da saúde, da segurança e atendimento ao cidadão. " O meu verdadeiro reconhecimento aos nossos servidores municipais da GCM, atendentes e principalmente os profissionais de saúde, que são HERÓIS. 

Mesmo sem as condições necessárias não mediram e não medem esforços para ofertar o melhor serviço possível, porque uma gestão apenas de propaganda não salva vidas. Viva o SUS, viva os servidores" , finalizou Carmelia da Mata.

ANUNCIE AQUI