Mutirões vão atuar para a reconstrução de casas destruídas na Bahia

Governo estadual vai contabilizar oficialmente situação das cidades




Os municípios baianos que tiveram poucas casas atingidas pelas fortes chuvas poderão realizar a reconstrução das residências por meio de mutirões, sem necessidade de abertura de processos de licitação.


Foi o que informou, nesta quinta-feira (30), o governador do Estado, Rui Costa. Para o chefe do executivo local, a medida vai agilizar a recuperação das casas. Porém, para os locais onde a devastação foi grande, será necessária a contratação de empresas.

Segundo ele, será reposto provisoriamente o acesso às cidades, mas uma avaliação mais profunda sobre a necessidade de obras ainda está sendo feita nas cidades.

Porém, ainda não foi contabilizado o número de casas que precisarão ser reconstruídas. A informação foi divulgada em entrevista exclusiva à TV Bahia, afiliada da Rede Globo.

Sobre a ajuda disponibilizada pela Argentina à Bahia, após pedido do governo do estado, o presidente Jair Bolsonaro disse, nesta quinta-feira (30), que não é necessária. Segundo o presidente, foi oferecido o envio de 10 profissionais para auxiliar na logística das doações, na montagem de barracas e para atendimento psicossocial dos atingidos. Porém, esse serviço, de acordo com Bolsonaro, já está sendo prestado pelas Forças Armadas e Defesa Civil.

O presidente informou ainda que, caso haja o agravamento da situação, acionará as autoridades do país vizinho; e que o país está aberto a ajuda internacional.

As fortes chuvas que castigaram o Sul da Bahia já deixaram mais de 91 mil pessoas desalojadas ou desabrigadas e atingiram quase 630 mil moradores da região.

Edição: Bianca Paiva / Guilherme Strozi
AGÊNCIA BRASIL

ANUNCIE AQUI