Robinho é condenado a 9 anos de prisão por estupro coletivo




O jogador Robinho foi condenado em última instância, nesta quarta-feira (19), a nove anos prisão pelo ato de estupro coletivo. 

Junto com ele, seu amigo Ricardo Falco também foi condenado pelo ato. Robinho e mais cinco amigos cometeram o crime em 22 de janeiro de 2013, contra uma jovem de 22 anos, em uma boate em Milão, na Itália.

A condenação é definitiva. Robinho havia sido condenado em primeira instância em 2017. Na audiência desta quarta, a Corte de Cassação de Roma rejeitou o recurso apresentado pela defesa do jogador.

A justiça italiana pode pedir o cumprimento da pena em uma prisão brasileira.

O caso

Segundo as investigações, Robinho e mais cinco amigos estupraram uma jovem albanesa em um camarim da boate milanesa Sio Café. Na época, o jogador atuava pelo Milan.

Transcrições de interceptações telefônicas realizadas com autorização judicial mostraram que Robinho revelou ter participado do ato. 

Em 2017, a Justiça italiana se baseou principalmente nas gravações para realizar a condenação em primeira instância do jogador.

Metro 1
Blog do Paulo de Souza

ANUNCIE AQUI