Organização Mundial da Saúde mantém o status de pandemia da covid-19

Tedros Adhanom, diretor da OMS, diz que respostas foram insuficientes




A Organização Mundial da Saúde decidiu manter o status de pandemia do novo coronavírus. O Comitê de Emergências da OMS concluiu, por unanimidade, que a doença continua a ser uma emergência de saúde pública internacional.

A decisão do comitê foi acatada pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom. Ele argumentou que, apesar da redução no número de mortes, o comportamento imprevisível do vírus e as respostas insuficientes dos estados nacionais contribuem para a manutenção da pandemia.

O Comitê de Emergências da OMS afirmou que os países relaxaram no combate à doença, reduzindo o número de testes feitos, o que impacta a capacidade de monitorar a evolução do vírus.

O presidente do Comitê da OMS, Didier Houssin, recomendou que os países revisem seus planos de controle para se adequar ao novo momento do vírus.

Entre as recomendações da OMS para os membros da Organização, está a vacinação de, pelo menos, 70% da população de todos os países. Segundo a Organização Pan Americana de Saúde, 14 países da América Latina e Caribe ainda não atingiram nem os 40% de cobertura vacinal contra a covid-19.


Por Lucas Pordeus Leon - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

ANUNCIE AQUI