Servidores municipais ameaçam paralisar suas atividades caso prefeitura não pague reajustes salariais em Angical



Servidores municipais decidem PARALISAR as atividades caso prefeitura não pague reajustes


Assembleia Geral do Sindicato


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Angical-SINDSERPA, realizou na tarde desta segunda-feira, 16, uma assembleia geral, que contou com a participação de aproximadamente 300 servidores. 

No encontro, foram discutidas diversas demandas que já foram apresentadas à administração Municipal e ainda não foram cumpridas, dentre elas, o pagamento do novo piso salarial dos professores, o pagamento da data base dos demais servidores, pagamento de quinquênio, progressões para servidores administrativos e o salário do mês de dezembro de 2020.


Audiência Pública


Na semana passada, a Prefeitura Angical, realizou uma audiência pública apenas para os professores. Na oportunidade, foram apresentados alguns dados e levantamentos sobre folha de pagamento. 

O Prefeito Mezo, informou aos profissionais da educação, que o município não tem condições de realizar o pagamento do novo piso, principalmente nos casos dos professores que tem 40hs. 

A gestão informou que uma das alternativas será a retiradas de 20hs destes profissionais para que seja efetuado o pagamento do novo piso. (O que o sindicato não concorda).

Ainda no encontro, a Prefeitura sugeriu que fosse montada uma comissão, para discutir a situação e buscar um entendimento.


Formação de comissão


Durante a assembleia desta segunda, os servidores formaram duas comissões para discutir as demandas apresentadas justamente com administração municipal. 

Essas comissões vão levar as propostas da gestão para a categoria para serem discutidas em novo encontro a ser marcado. 

Caso a prefeitura não efetue os pagamento dos reajustes e vantagens na próxima folha de pagamento, os servidores de Angical, vão paralisar as atividades durante três dias no início do mês de junho.




ASCOM Sindicato dos servidores de ANGICAL

ANUNCIE AQUI