Formosa do Rio Preto: Delegacia ouve testemunha em caso de destruição de fazenda




A delegacia de Formosa do Rio Preto, no Extremo Oeste Baiano, deve ouvir nesta quarta-feira (15), mais uma testemunha no caso que envolveu a destruição de uma fazenda no último final de semana. 

A propriedade, denominada de Tapuia, que fica a três horas e meia da sede do município, teve a casa destruída, veículos incendiados e cercas cortadas. No dia do ocorrido, o caseiro e a esposa dele foram ameaçados por homens armados.


Até esta quarta não há informações sobre os criminosos nem da motivação do ataque à fazenda, situada nos Gerais do Rio Preto. 

Procurado pelo Bahia Notícias, o delegado titular da cidade, Arnaldo Alves, disse que as vítimas que foram ameaçadas já foram ouvidas. Nenhuma delas foi ferida. O delegado também aguarda o resultado de uma perícia feita no local.


“Ainda é muito cedo para ter certezas sobre o crime. O que sabemos é que não houve lesões corporais, mas teve ameaça com arma de fogo e a destruição que vimos”, disse o delegado ao Bahia Notícias. 

A área onde ocorreu o delito é conhecida pelo conflito de terras, situação investigada pela Operação Faroeste, deflagrada em novembro de 2019, que apura venda de sentenças no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) para tomada fraudulenta de áreas na região.

Conflito de Terras:

O delegado fez um apelo para que a Justiça interceda na questão em receio que novos casos de violência ocorram. “Infelizmente se a Justiça não resolver de quem são as terras, fatos como esse podem acontecer de novo. 

A gente não quer que isso aconteça. Estamos lutando para prevenir, na verdade, mas infelizmente estão acontecendo ainda. A cidade tem dois juízes que estão atentos e trabalhando bastante. Por isso, acreditamos que o fim disso pode estar próximo”, relatou.

O delegado informou ainda que já pediu reforço dE segurança da Polícia Militar da região para evitar casos como o do último final de semana.

Fonte: Com informações do Bahia Notícias.
Blog do Paulo de Souza

ANUNCIE AQUI