Polícia crê que médico achado morto em clínica na BA teve overdose medicamentosa.Laudo vai definir se foi acidental ou proposital

O médico achado morto no hospital onde trabalhava, em Brotas de Macaúbas, na Chapada Diamantina, na Bahia, neste domingo (17) pode ter sofrido uma overdose medicamentosa, segundo suspeita a Polícia Civil.

De acordo com a Polícia Civil, os laudos vão definir se a morte de Heitor Wagner Silva Oliveira foi proposital ou acidental. 

O caso foi registrado na Delegacia Territorial da cidade, que realizou perícia no hospital e removeu o corpo do médico para o Instituto Médico Legal (IML).

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) lamentou o falecimento e informou que aguarda mais informações das autoridades locais sobre a causa da morte. 

"Inicialmente, entende pelas informações disponíveis, que o infeliz evento deriva de morte súbita de causa não divulgada até o momento. 

De toda sorte, trata-se de profissional de reconhecimento na região em que atuava e morto no pleno exercício da sua profissão", diz nota. 

A Prefeitura de Paramirim, cidade onde Heitor nasceu, também emitiu nota nas redes sociais lamentando a perda.

Fonte -correio24horas.com
Blog do Paulo de Souza 




ANUNCIE AQUI