Acusados de matarem homem diante da mãe em Brazlândia são presos em Angical


Os dois acusados de matarem Denerson Albernaz, 37 anos, com um tiro na cabeça, acabaram presos em uma ação conjunta da Polícia Civil do DF e da Bahia, na sexta-feira (8/10). Os homens, de 21 e 18 anos, estavam escondidos na casa de um familiar, no município baiano de Angical. A mãe da vítima presenciou a execução do filho, que ocorreu no dia 25 de setembro deste ano, em Brazlândia.

De acordo com investigação da 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia), Denerson já sofria ameaças de morte dos suspeitos. No dia do crime, a vítima recebeu de um colega um bilhete com os nomes de três traficantes da área que tinham a intenção de matá-lo. O papel foi encontrado no bolso do homem após a execução.

Os suspeitos decidiram executar Denerson por acreditarem que ele seria o responsável por denunciar a atuação deles, que são traficantes na região da Vila São José, em Brazlândia. A vítima estava em cima de uma motocicleta, conversando com a mãe, quando o homem de 21 anos se aproximou de bicicleta e disparou contra o rosto dela. O comparsa, de 18, veio logo atrás, para assegurar a segurança e a realização do crime.

A ação foi filmada por câmeras de segurança da área, e mostram Denerson e a mãe dele. A mulher não foi atingida pois, no momento dos disparos, se abaixou. Ela assistiu toda a execução do motociclista.

Agora, os suspeitos serão recambiados para o Distrito Federal, onde responderão por homicídio. O executor, de 21 anos, já tinha diversas passagens por homicídio e tráfico de drogas. O comparsa possui ficha criminal quando menor de idade.

Fonte:Correio Braziliense.
Blog do Paulo de Souza 

ANUNCIE AQUI