Bancária é perseguida e assediada sexualmente, acusado é denunciado e identificado pela Polícia


Delegacia de Polícia de Barreiras

Uma bancária que trabalha na cidade de Baianópolis, Oeste da Bahia, registrou ocorrência na Delegacia de Polícia em Barreiras, pelo motivo de estar sendo perseguida e assediada sexualmente, por um indivíduo de 48 anos.


De acordo com a vítima, o fato teve início no dia 03/10/22 quando passou a receber ligações sempre na madrugada às 03h, onde o infrator usava três números distintos desconhecidos.


Devido ao trabalho, a vítima tem por obrigação que manter sempre o contato disponível, porém o teor das ligações não era de cunho profissional, e sim, de ordem pessoal, desrespeitosas, imorais e sexuais.


Em uma dessas ligações foi possível chegar a um perfil e a Polícia conseguiu identificar o autor que por sua vez seria um radialista. As investigações apontam que não é a primeira vez que comete o mesmo tipo de crime.


Abalada psicologicamente


Por conta do assédio e suposto monitoramento de sua vida por parte do criminoso, a vítima teve que mudar seus hábitos e teme por sua segurança e integridade física, pois a psicológica já está afetada.


Um inquérito deverá ser instaurado e o assediador deverá responder criminalmente por seus atos.


Importunação sexual


Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, no ano de 2021, delegacias registraram 15.245 episódios de importunação no Brasil. 

Os dados preocupantes revelam crescimento de 12% em relação a 2019, quando foram contabilizados 13.576 registros no país.


Imagine o quanto os números podem ser bem maiores, pois o constrangimento e outros fatores são obstáculos de muitas mulheres registrarem denúncias.

Fonte - Repórter Paiva.
Blog do Paulo de Souza 

ANUNCIE AQUI