Secretário da Fazenda da Bahia defende a CPMF: “É uma tentação”


Manoel Vitório, secretário da Fazenda 
O secretário da Fazenda do governador Rui Costa (PT), Manoel Vitório, afirmou que é a favor da volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).
A medida tem o apoio da ala econômica do governo de Jair Bolsonaro, mas enfrenta resistência, principalmente por conta de partidos de esquerda, no Congresso.
Em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, Vitória afirma que a CPMF pode ajudar a identificar lavagem de dinheiro.
“A CPMF, para quem toca a área fazendária, é uma tentação. Não tanto para a arrecadação, porque você pode regular a alíquota para que a carga dela fique reduzida. Mas ela é interessante porque quando você lança um imposto desse você começa a colocar todo o pessoal do fisco olhando a movimentação financeira – que é efetiva para o combate à lavagem de dinheiro, ao tráfico”, disse o secretário.
Ele destacou que sua opinião favorável ao imposto não necessariamente é igual a do governador Rui Costa (PT).
“É um imposto interessante porque ajuda até no batimento de dados para checar se está tendo evasão de receitas. Não sou contra. Agora essa é uma opinião pessoal. Não é uma opinião do governo do Estado e não sei qual é a opinião do governador (Rui Costa) a respeito. Mas quem dirige a Fazenda, acaba sendo um instrumento interessante para combater outros crimes”, afirmou.
Fonte:Política Ao Vivo

Nenhum comentário

Deixe aqui seu comentário.

Observação: Você é responsável pelo seu comentário.


Compartilhe o Blog: Paulodesouza.digital