Gasolina cai mais 6,5% pela terceira semana seguida



O preço médio do litro de gasolina caiu 6,5% pela terceira semana seguida, passando de R$ 6,49 para R$ 6,07, nos postos de combustíveis do país. O dado faz parte de levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) realizado entre os dias 10 e 15 de julho e divulgado nesta sexta-feira (15).


O valor é o mais baixo do litro da gasolina registrado pela agência desde setembro de 2021, quando chegou a R$ 6,05.


Desde que entrou em vigor a redução de tributos do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nos estados, o combustível foi o que mais recuou, ficando 15% mais barato.


O etanol caiu nesta semana 2,4%, passando de R$ 4,52 para R$ 4,41. Já o preço médio do litro de diesel teve leve queda de 0,53%, passando de R$ 7,52 para R$ 7,48.


Para abaixar os preços nos postos, os impostos federais foram zerados, e o ICMS (tributo estadual) passou a ser limitado a 18%. Lei sancionada no dia 23 de junho pelo presidente Jair Bolsonaro fixou um teto para a cobrança do imposto sobre combustíveis, energia elétrica, telecomunicações e transporte urbano.


Mais de 20 estados já anunciaram a redução, entre eles São Paulo, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Alguns estados contestaram a medida, alegando que a lei federal prejudica o orçamento estadual, dada a importância do ICMS para a arrecadação.



O preço médio do litro de gasolina caiu 6,5% pela terceira semana seguida, passando de R$ 6,49 para R$ 6,07, nos postos de combustíveis do país.


O dado faz parte de levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) realizado entre os dias 10 e 15 de julho e divulgado nesta sexta-feira (15).

O valor é o mais baixo do litro da gasolina registrado pela agência desde setembro de 2021, quando chegou a R$ 6,05.


Desde que entrou em vigor a redução de tributos do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nos estados, o combustível foi o que mais recuou, ficando 15% mais barato.

O etanol caiu nesta semana 2,4%, passando de R$ 4,52 para R$ 4,41. Já o preço médio do litro de diesel teve leve queda de 0,53%, passando de R$ 7,52 para R$ 7,48.

Para abaixar os preços nos postos, os impostos federais foram zerados, e o ICMS (tributo estadual) passou a ser limitado a 18%.


Lei sancionada no dia 23 de junho pelo presidente Jair Bolsonaro fixou um teto para a cobrança do imposto sobre combustíveis, energia elétrica, telecomunicações e transporte urbano.

Mais de 20 estados já anunciaram a redução, entre eles São Paulo, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Rio de Janeiro.


Alguns estados contestaram a medida, alegando que a lei federal prejudica o orçamento estadual, dada a importância do ICMS para a arrecadação.




Fonte:R7.
Blog do paulodesouza.digital@gmail.com

ANUNCIE AQUI